quarta-feira, 26 de setembro de 2012

7 Dicas para cuidar de si



Só cuidando de si pode conhecer o seu melhor e desfrutar da vida que merece, ninguém pode viver a sua vida por si, apenas você pode, se não o fizer desperdiça a sua vida.

De seguida ficam sete dicas que ajudam a cuidar de si e da sua vida:

1 Leve-se a dar um passeio
Tome um tempo só para si e convide-se para passear, seja pela natureza, seja a uma cidade, de acordo com os seus gostos, por uma vez coloque-se em primeiro lugar e desfrute com um tempo consigo mesma, permita-se conhecer aspetos seus que se tem escondido.

2 Faça algo de novo
Saia da rotina e faça algo de novo, algo que faça pela primeira vez. Isso irá permitir-lhe estar plenamente presente enquanto o faz, pois os automatismos do habitual deixam de se aplicar àquilo que é novo para si, os seus sentidos estarão mais despertos  e estará a alargar o seu nível de consciência. E uma vez alargado  não volta ao estado anterior.

3 Leia um livro
Ler um livro é alimentar a sua imaginação, e esta é ilimitada , é um campo de possibilidades infinitas, tal como o seu Ser. Os livros podem lhe trazer mensagens que a despertem para aspetos seus que tem ignorado e que numa frase podem encontrar um clic que a ajudem a despertar. Aquilo que conseguir imaginar consegue realizar.

4 Cuide da sua beleza interior
Cuidando da sua beleza interior estará também a cuidar a sua beleza exterior, pois tudo começa sempre dentro de si e depois manifesta-se no seu exterior, na sua realidade.Comece por tomar consciência dos seus pensamentos, eles não a definem se assim não o permitir, mas se descuidar eles controlam a sua vida. Você é o campo de consciência onde os pensamentos ocorrem e aquilo a que dedica a sua atenção torna-se real para si, escolha pensamentos amorosos e de paz e isso terá reflexo na sua realidade.

5 Ria bastante
Sorria para a vida e a vida sorrirá para si, o riso tem imensos benefícios para si, em todos os aspetos, seja espiritual,mental e físico. E é contagioso ele influencia as pessoas ao seu redor, contribuindo para a melhoria das suas relações, sejam pessoais, sejam profissionais. Enquanto ri não consegue estar triste, por isso solte-se e ria.

6 Ouça o coração
O seu coração só quer o melhor para si, e ele sabe sempre cuidar de si, se assim o permitir. O seu coração é o elo de ligação à sua alma, à sua essência e quando conseguir se entregar completamente à sua orientação, ele a guiará ao melhor de si em cada momento. O coração é uma âncora de amor no seu corpo físico.

7 Confie na vida
A vida é perfeita assim como é, ela conhece o seu todo e o que precisa de experienciar para evoluir e se conhecer em pleno nesta dimensão. Mas para receber os seus ensinamentos precisa de estar presente, em vez de se ocupar a criar planos para aquilo que seria o ideal para si, desfrute dos planos que a vida tem para si.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

A magia de cada momento

"Desfruta cada momento.O bom, o mau, o bonito, o feio, o inspirador, os momentos não tão glamorosos. E agradece a Deus no decorrer de tudo."

A aceitação é a chave que te ajuda a simplificar a tua vida, e aqui chamo a tua atenção que isso não significa resignação, a aceitação refere-se a aceitar o que quer que aconteça na tua vida e lides com isso fazendo aquilo que podes fazer em cada momento, aceitando aquilo que não podes mudar.

Quando aceitas o que acontece tens de estar presente e se o que vem é no teu julgamento bom, desfruta ao máximo, mas se o que vier, é para ti mau, então aceita, vivencia o que tiveres de vivenciar e aprende com a situação, pois ela farte-à mais forte.

De nada serve fugir das situações, ou ignora-las, pois aquilo que registes persiste e voltará com mais força até que lides com elas, de outra forma continuarão a condicionar a tua realidade.

E quanto mais aceitas cada momento pelo que ele é mais consciente da tua essência te permites estar e perceberes que tudo é perfeito assim como é e que tudo acontece quando e como tem de acontecer, pois de outra forma não aconteceria.Sabendo que só acontece aquilo que estás preparada para lidar,mesmo naquelas situações que te parecem impossíveis.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Insatisfeita com a falta de amor na sua vida?


Sente-se insatisfeita com a falta de amor na sua vida, sente que lhe falta algo e tem procurado e não encontra as respostas que procura, não encontra maneira de debelar esse sentimento. Na realidade tudo isso se passa na sua mente, é ela que lhe faz acreditar que é incompleta, que lhe diz que falta amor e a prova de que isso é real é lhe dada pela sua situação atual.

E isso é assim porque acredita que é assim, a realidade é um espelho do nosso interior, são as nossas crenças que condicionam a nossa ação e nos levam a procurar e encontrar as provas daquilo em que acreditamos e quanto mais provas criamos ,mais acreditamos nas nossas crenças.

Logo qualquer mudança que deseje ver realizada na sua vida passa sempre por si, só indo dentro de si e escolhendo, primeiro tomar consciência das suas crenças e depois mudar as crenças que a tem limitado. 
É uma escolha sua que pode fazer a qualquer momento.

Basta estar recetiva a mudar e depois agir em conformidade e tudo começa por dar-se atenção a si mesma, investindo no amor-próprio, comece a passar tempo de qualidade consigo, conheça-se de verdade, é no autoconhecimento que as respostas que procura conhecem a solução. Pode se achar útil procura ajuda para tornar mais simples esse processo de auto descoberta, pode passar  pela leitura de livros, pelo frequentar workshops, por fazer sessões de desenvolvimento pessoal, o que achar melhor para si. Menos deixar-se cair na letargia.

 Porque quanto mais se conhecer, mais irá realizar que é perfeita assim como é, tudo aquilo que julgava que lhe faltava, ou aquilo que julgava ser um defeito seu, tudo isso muda ao mudar a forma como se perceciona, como olha para si.

Aquilo que lhe parecia faltar resulta na verdade de uma interpretação que fez da realidade e ao mudar essa interpretação a realidade muda para si. Quando se deixa sentir como lhe faltando amor isso resulta de uma desconexão à sua essência, pois esta é de puro amor e paz. Você é amor e todo o amor do mundo fazem parte de si.

Como pode ver e experienciar isso na sua realidade?

Mudando a perspetiva, mudando o seu foco de atenção, pois até aqui tem sido de escassez, de necessidade de receber. Se em vez disso escolher a abundância, a partilha, então verá as mudanças acontecerem, pois para dar é preciso ter. E sendo o seu foco a partilha do seu amor, quanto mais partilha o seu amor mais provas de que possui muito amor para dar irá ter na sua realidade.

Quando a sua atenção está na partilha do amor a sua realidade espelhará isso mesmo e verá o amor a aumentar exponencialmente na sua vida e então sim poderá surgir alguém que esteja disponível para ampliar essa partilha consigo, não numa base de necessidade, mas sim de plenitude.




sábado, 22 de setembro de 2012

Causa e efeito




Somos 100% responsáveis pela nossa vida,pela nossa realidade, pois ela reflete o nosso interior. Nós somos a causa daquilo que experienciamos no dia-a-dia e não apenas um efeito daquilo que nos acontece.
Em vez de escolher o lugar de vítimas das circunstâncias, podemos escolher liderar a nossa vida e fazemos isso aceitando-nos como somos, com todos os defeitos e virtudes que julgamos possuir e quanto mais o fazemos mais nos apercebemos que a nossa essência é perfeita e isso começa a refletir-se na realidade que experienciamos e reparamos que tudo acontece como tem de acontecer e quando tem de acontecer.
Fazendo-o a paz e harmonia reina na nossa vida.


quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Amar a sua sombra


"Liberta a tua alma, liberta a tua mente, liberta-te."

Enquanto humanos somos imperfeitos mas essas imperfeições fazem parte de nós e só são um problema se as rejeitarmos, se resistirmos à sua existência. Quanto mais se resiste ou se procura as ignorar e empurrar para o fundo do baú, mais elas resistem e se tornam mais fortes e voltam em força para condicionar o nossa realidade.

Em vez de ignorar aquilo que julgamos como imperfeições, devemos primeiro reconhecer que elas existem,que fazem parte de nós e depois aceitar-las como são e amar-las por serem como são.

E tu dizes, "o quê, agora tenho de amar as minhas imperfeições?"

Sim, porque tu és amor, tudo é amor ou um pedido de amor e se pretendes elevar o teu nível de consciência, ou seja, sentires todo o amor e paz e alegria que são a tua essência, então nada pode ficar de fora, tudo é parte integrante do todo.

Ao tentares excluir um parte, estás a rejeitar vivenciar o todo na sua plenitude. Aquilo que consideras defeitos em ti, lidas com eles de duas formas:

1 Envias para os confins da tua mente para que desapareça
Mas ela não desaparece e influencia a tua realidade com cada vez mais determinação até que olhes para elas e as integres, as aceites.

2 Projetas na tua realidade exterior
Projetas nas pessoas e situações da tua realidade e vês refletidas nos comportamentos e acontecimentos da tua realidade todas essas características do teu lado sombra que tens rejeitado,sendo sinal disso todas aquelas pessoas que não gostas, tudo aquilo que te desagrada nos outros é um sinal da tua sombra projetada nessas pessoas, isso não quer dizer que tu fizestes essas pessoas assim, elas apenas espelham o teu interior, elas naquele momento estão a emitir numa frequência energética semelhante ao que ignoras em ti.

Ao aceitares o teu lado sombra, ao o envolveres com o teu amor, a influência que ele detém na tua realidade vai diminuindo, porque como a sombra não é mais que um pedido de amor, ao dares-lhe o teu amor apaziguas a tua sombra e a tua essência passa a ser o foco da tua atenção plena.

E a tua essência é puro amor,é alegria, é paz. A tua essência é perfeita.

Verás as mudanças a ocorrerem na tua realidade à medida em que estiveres preparada para lidar com as situações, para lidares com o brilho intenso que brota do teu Ser.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Véus da ilusão.


"Tudo o que percecionas é testemunha do sistema de pensamento que queres que seja verdadeiro." UCEM

A tua realidade é uma projeção das tuas crenças, aquilo que acreditas ser verdadeiro para ti gera aquilo que irás experienciar na tua realidade, no teu mundo. Numa espécie de profecia auto-realizada, como és tu que a crias acreditas nela e como acreditas nela a tua realidade dar-te-à provas disso mesmo, reforçando a tua crença.

Mas as tuas crenças são pensamentos e como tal podes mudar essas crenças, podes olhar para elas como elas são e deixar-las partir e perceberes que és esse espaço ilimitado de consciência onde elas se manifestam .

A tua essência sendo perfeita e ilimitada, manifesta-se de múltiplas formas e nenhuma delas é mais ou menos importante que as outras, todas elas são parte de ti, são parte de um todo.

Quando acreditas que és apenas uma dessas manifestações da essência, estás a limitar a perceção daquilo que é de facto, estás a colocar um véu sobre todas as outras manifestações da tua essência e escolhes acreditar que estás separado delas.

O bom disto tudo é que isso é apenas uma ilusão, aquilo que é, é e não pode ser divisível, não se pode alterar aquilo que é perfeito. Sendo uma ilusão pode ir sendo trocada por outras ilusões "melhores" até que estejas preparado para reconhecer que estiveste iludido e que isso não mudou o que quer que seja da tua essência.

Nada é errado e nada é certo, tudo isso são variações do ângulo de perceção das diferentes manifestações do Ser.Mudando a forma como olhas aquilo que olhas muda para ti e tudo isso se passa dentro de ti, pois nada exterior a ti existe.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

A vida simplesmente É


"Tu és exactamente quem e o que e onde, tu és suposto estar e tu és amorosa.(outra coisa qualquer seria apenas ridículo)"


A vida simplesmente é aquilo que é, as questões só se colocam na nossa realidade quando resistimos àquilo que é, quando não aceitamos as coisas como elas são e tudo isso começa porque estamos permanentemente a julgar a realidade e não a viver-la como ela é.

Ou seja aquilo que chamamos de vida é apenas uma interpretação daquilo que é a vida de facto e baseado nessas perceções da realidade estabelecemos os nossos julgamentos sobre o que é bom ou não por comparação com aquilo que achamos que é o desejável para nós.

E neste processo desperdiçamos a nossa atenção e energia em vez de nos focarmos em viver de facto, em simplesmente viver. A vida é perfeita e nós estamos onde temos de estar a fazer aquilo que devemos fazer e vem até nós as pessoas e as situações certas e que precisamos em cada momento.

Como é que sei isso?Porque é o que acontece e aquilo que acontece não precisa da minha ou da tua permissão para acontecer, apenas a nossa interpretação dela as vais distinguir.

Se nos permitirmos estar presentes poderemos ver que assim é em vez de estarmos sempre a lutar com a realidade, procurando sempre aquilo que não temos e desvalorizando aquilo que temos e somos em cada momento.

Os momentos e as pessoas que julgamos como maus são aqueles que mais nos podem ajudar,se assim o permitirmos, a despertar desta ilusão e encontrar a harmonia do Ser e aceitarmos o nosso papel neste grande teatro da vida.

Porque aquilo que não gostamos , aquilo que nos causa desconforto é aquilo que nos vai fazer mexer, que nos vai fazer colocar as questões que possam nos acordar da letargia  do piloto automático e em último caso desistir de lutar, por exaustão, e entregarmos-nos ao que quer que venha.

E quanto te entregas a parte de ti que desiste é aquela parte limitada que te tem aprisionado ao conhecido, à sua zona de conforto e que tem impedido de veres a luz imensa que existe dentro de ti e que ilumina o mundo.

Aceita a vida como ela é, simplesmente como ela é, ai reside a plenitude.

sábado, 15 de setembro de 2012

Amor poderoso


"Primeiro ama-te. Todos os outros entrem na fila."

Para algumas pessoas esta mensagem pode ser egoísmo, e será se isso significar que se concentra em se amar e fazendo isso afastar-se de todos os outros, vendo-se como mais merecedora de amor do que os restantes. Se esta ideia servir para aumentar a separação face às outras pessoas, então sim, será puro egoísmo.

Pode escolher significar de outra forma esta expressão e que é a seguinte, só quem se ama a si próprio pode depois amar os restantes, pois só pode dar amor quem o tem para dar. E a questão é que todos nós temos amor para dar, e a prova disso é a partilha do amor que fazemos. Quanto mais amor damos ,mais temos para dar e mais provas de amor a vida nos trará.

Nós somos amor, essa é a nossa essência, é o que nos une a todos.

Se nos focarmos em dar em vez de nos focarmos em receber, veremos o quão completos e amorosos somos, pois partimos de uma plataforma de abundância e não de escassez. Quando achamos que nos falta algo aquilo que obteremos é mais sensação de falta, se por outro lado emitirmos sinais de abundância aquilo que obteremos como resposta é mais abundância.

O verdadeiro amor é incondicional ele aceita-se nas múltiplas formas em que se torna manifesto, sem graduar a importância de uma forma sobre a outra.

O amor é como é, e simplesmente sendo como é, é perfeito por si só, nada precisando de acrescentar apenas se expande através da partilha. O amor é poderoso sem necessidade de usar a força, pois ele não subjuga ninguém ao se poder, ele liberta e pela liberdade torna-se experienciado.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

6 Poderes que podem mudar a tua vida


Somos muito mais forte do que temos consciência e a nossa realidade é um reflexo daquilo que temos consciência sobre nós próprios, as nossas crenças podem nos limitar ou podem exponenciar as nossas qualidades e a vida que vivemos.

Alguns dos teus poderes são:

1 O Sorriso
O sorriso tem um poder incalculável, ele é um desbloqueador de problemas, ajuda-te a conectares com a tua essência e mostra-te a perfeição do teu Ser. O sorriso fortalece a conexão com o todo, ele lembra-te a unicidade, que somos todos um, que nenhum problema, por muito difícil que te pareça, pode diminuir o valor que tens.

2 Um Abraço
Um abraço faz os corações se tocarem e toda a poderosa energia que dele brota se funde, deixando todas as diferenças de fora. Um abraço significa dizer sim à vida, dizer sim ao amor que nos une e que é puro, que é a nossa essência. 

3 O Elogio 
O elogio sincero e desinteressado mostra ao outro que o vemos como ele é, que reconhecemos o seu valor, que ele importa para nós. O elogio pode despertar o outro para a sua essência e fazê-lo crescer na sua vida, mostrando-lhe que não está sozinho, que o que ele faz conta.

4 A Bondade
A bondade significa que te focas no bem que existe em cada pessoa ou situação, porque ela está sempre presente,mesmo naquelas situações que nos parecem muito más.E se procurares o bem é isso que encontrarás, quanto mais procuras ver o bem,mais provas do bem surgem na tua vida. O bem gera o bem, a tua bondade dará origem a mais bondade no teu mundo.

5 Dar
Quanto mais dás mais tens para dar, pois só pode dar quem tem para dar e a prova que tens é através da dádiva.Se te focares em dar em vez de receber verás o quão abundante é a tua vida,e não me refiro em exclusivo aos bens materiais,mas sim ao melhor de ti, ao teu amor, à tua felicidade e paz. Através da dádiva recheias de coisas boas a tua vida e ela dar-te-à de volta multiplicado tudo aquilo que deres.

6 Gratidão
Quando consegues ser grato pelas coisas mais simples, como o respirar, o estar vivo, então tudo o resto se torna acessível para ti, descobre que és perfeito assim como és, que tudo acontece como tem de acontecer e quando tem de acontecer e ficas grato por isso. A gratidão faz-te sentir bem, faz-te sentir o Ser pleno que és em união com o todo.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Não fazer nada


Para muitas pessoas não fazer nada é passar o dia em casa deitado no sofá a ver televisão, ou a ler um livro, ou sentado numa esplanada, etc; na verdade isto por si só é uma atividade. Não fazer nada é muito difícil para a maioria das pessoas e porquê que é tão difícil?

Porque ao não fazer nada a pessoa terá de ir ao encontro de si mesma, ficar a sós com os seus pensamentos é algo que é insuportável para a quase totalidade das pessoas, elas precisam de estar constantemente distraídas de si mesmas, alienadas que estão habituadas a estar, pois enquanto veem televisão ou leem um livro, estão num estado hipnótico que as afasta delas mesmas.

Ainda que o façam por vezes para se afastarem da "realidade", ou seja, o seu dia-a-dia, as suas rotinas normais de casa-trabalho, trabalho-casa, elas trocam essa "realidade" por uma outra de igual semelhança ilusória.

Porque se se permitir não fazer nada e entrar em contacto consigo próprio, inicialmente com os seus pensamentos, que para muitos definem quem são, mas que na verdade apenas ocorrem no espaço de consciência que é. Para ter essa consciência de que os pensamentos não o definem, primeiro tem que ir dentro de si e começar a observar os pensamentos e depois o espaço entre os pensamentos e na medida em que se foca nesse espaço a sua consciência vai-se ampliando.

Isso requer prática e persistência, para alguns será mais fácil, mas os resultados são garantidos, pois não pode alterar aquilo que é a nossa essência e que é una.

É o contacto com a nossa essência que verdadeiramente assusta as pessoas, este olhar para dentro e relembrar quem somos de facto, é o brilho do nosso amor que evitamos olhar com medo de cegarmos à sua visão. É dessa forma que o ego nos mantém acurralados a esta ideia de limitação representada por um corpo.

E conhecendo, ou melhor, relembrando quem somos veremos que nada precisamos de fazer de verdade, pois somos perfeitos assim como somos e aquilo que é perfeito não pode ser melhorado, é imutável, apenas pode ser expandido através da partilha.

Basta-nos Ser e ai somos tudo.

Dai que enquanto humanos, vibrando em frequências energéticas mais baixas, o caminho que podemos encetar para regressar à nossa essência, passa por desligar o complicómetro, deixar partir essa ideia de que precisamos de fazer muitas coisas para sermos alguém, para podermos evoluir e atingir a iluminação.

E quanto mais simplificamos o nosso existir humano e confiarmos na nossa essência, fazendo nada, aquilo que é revela-se na sua perfeição e seremos guiados ao melhor de nós em cada momento.



sábado, 8 de setembro de 2012

6 Ideias para seguir em frente


O passado condiciona a vida de muitas pessoas e impede-as de viver plenamente o presente, de seguida deixo-te seis ideias para que possas seguir em frente, livre para desfrutar da vida que mereces:

1 Aprender com o passado sem ficar preso nele
O passado é parte integrante da nossa história de vida e podemos usar-lo como fonte de aprendizagem, retirar o ensinamento que nos trouxe e evoluir a partir dai, mas quando esse passado condiciona o presente,quando ainda vivemos agarrados ao que nos aconteceu, então somos prisioneiros desse passado e estamos a reviver vezes sem conta esse passado e deixamos de viver a nossa vida, pois ela só ocorre no agora.

2 O passado já acabou
Ele é isso mesmo,passado, já passou e não o podes alterar, podes sim alterar a memória que guardas desse passado.De nada te serve desperdiçares a tua vida revivendo vezes sem conta um passado que em nada pode contribuir para a tua vida presente, ele acabou e só existe enquanto o alimentares com a tua atenção e emoção.

3 O rancor nada acrescenta
Pelo contrário o rancor apenas diminui a qualidade da tua vida, ele consome-te por dentro, vai corroendo o teu interior que é belo e pleno de amor, mas esse rancor impede-te de veres o quão bela és. O rancor é o mesmo que tomares um veneno e esperares que a outra pessoa adoeça, só tu sais prejudicada, não faças isso a ti própria, cuida de ti, ama-te.

4 As coisas duram enquanto duram
Todas as coisas acontecem por um motivo e quando esse motivo é conseguido, quando cada um dos intervenientes aprende aquilo que tem de aprender com a situação, ela termina e é o tempo de cada um poder avançar para a fase seguinte, que nalguns casos pode continuar a ser comum e noutros implica caminhos distintos.Saber aceitar quando as coisas terminam e seguir em frente é um sinal de maturidade e aceitação de que a vida sabe o que é melhor para nós.

5 Novas oportunidades surgem
Quando algo termina podemos nos focar no que terminou e ficar presos ai ou podemos alargar horizontes e permitirmos-nos reparar nas oportunidades que surgem, que estão ai ao lado e que ainda não nos havíamos permitido ver.Para que possas percecionar todas as oportunidades que surgem para ti, basta-te estares recetiva e viveres focada no momento presente. Confia na vida e deixa que ela cuide de ti.

6 Seguindo em frente para abraçar mudanças positivas
Seguindo em frente permites que coisas positivas te aconteçam, significa que estás livre do passado e que escolhes viver em pleno desfrutando da vida que mereces, escolhes abandonar o conhecido e entrar no desconhecido, pois só assim podes evoluir, se fizeres o que sempre fizeste só podes obter os resultados que sempre obtiveste. Deixa que o novo surja em ti, descobre quem és de verdade, vai mais para lá daquilo que julgavas ser os teus limites, pois só assim os poderás conhecer de facto e na realidade a nossa essência é ilimitada, apenas a nossa perceção a pode limitar.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

5 Passos para encontrar o par ideal


Encontrar o par ideal é o objectivo de muitas pessoas que se encontram sozinhas, por vezes desesperam quando não conseguem encontrar e veem se esfumar todos os sonhos que tinham sobre criar uma família e ter alguém ao seu lado para partilhar uma vida em comum.

De seguida deixo-te alguns passos que poderás dar para encontrares o teu par ideal:

1 Amor-próprio
Este é fundamental, enquanto não te permitires amar plenamente não esperes encontrar alguém que te possa amar plenamente, até podes encontrar alguém mas dificilmente te sentirás realizada nessa relação e a ruptura será mais certa. O amor-próprio leva a que te conheças melhor e descubras que todo o amor que julgavas que te faltava afinal sempre esteve dentro de ti, é na verdade quem tu és. Tu és amor.

2 Abundância de amor
Através do amor-próprio descobres a abundância de amor que existe em ti e o teu foco muda de uma ideia de escassez para uma ideia de abundância, deixas de procurar receber amor e passas a dar o teu amor.Percebes que na realidade quanto mais amor dás mais tens para dar, pois o amor cresce na medida em que é partilhado.

3 Disponibilidade para partilhar
A partir do momento em que te tornas disponível para partilhar o teu amor, as provas de amor na tua vida começam a aumentar e começas a ver o amor onde quer que vás, pois esse é o teu foco. Vês o amor que existe em todas as situações, pois mesmo as reações de medo não são mais que um pedido de amor das pessoas que estão desconectadas da sua essência amorosa, que tem falta de amor-próprio. E a tua disponibilidade para partilhar o teu amor ajuda a despertar o amor nas outras pessoas.

4 Empatia
A empatia permite-te ver os outros como eles são e não como gostarias que eles fossem e assim sendo deixas de correr o risco de te desiludires, pois vês o outro como ele é e não como uma projeção daquilo que julgavas ser o teu ideal. A empatia permite-te amar os outros mesmo quando não concordas com tudo o que eles fazem ou dizem, porque estás bem contigo própria, estás plena e tens consciência que o amor abunda em ti e que os outros em nada te podem diminuir.

5 Desfrutar do momento presente
Quando te conectas com a tua essência e te amas de verdade ficas livre para desfrutar da perfeição da vida que se manifesta em cada momento. Pois só podes viver a tua vida no agora, de outra forma é mera ilusão, é apenas um pensamento. E apenas tu podes viver a tua vida,mais ninguém a pode viver por ti e para isso só estando presente. E como estás bem contigo própria aceitas aquilo que a vida te dá, mesmo quando te parecem coisas menos boas, porque esses momentos continuarão a ocorrer, a diferença agora é que lidas com eles de uma forma muito diferente, com mais amor.

Praticando estes passos crias as condições perfeitas para entrar alguém na tua vida que esteja na mesma onda de vibração energética que tu estás e que possa partilhar contigo uma vida em comum, tenha isso o significado que tu lhe atribuires. E essa pessoa ,tal como tu, entrará nessa relação não para receber porque julga que lhe falta algo, mas sim para dar, pois tem consciência que a sua essência é amor e que partilhando o amor ele cresce ainda mais.


terça-feira, 4 de setembro de 2012

4 Mitos sobre o Amor


Existem muitas ideias pré-concebidas sobre o amor e que estão na origem de mitos que condicionam o que representa o amor para cada um de nós. Em seguida deixo-te alguns desses mitos sobre o amor:

1 Precisamos de alguém que nos complete
Este é um dos mitos principais do amor romântico, que precisamos de alguém para nos completar, a nossa cara metade e que sem ela não seremos felizes e estará sempre faltando algo em nós,existe um vazio por preencher.

2 Amor é sofrimento
Este é outro dos mitos que o amor é sofrimento, que é "normal" sofrer por amor, pois esse é um dos sinais que amamos alguém ou que esse alguém nos ama.O sofrimento aqui significa que existe um sentimento que é real, que é verdadeiro, que aquela pessoa representa algo de muito importante para nós.

3 Amor é escasso
O mito de que o amor é escasso e que por isso é difícil de encontrar e quando o encontramos devemos fazer tudo para o manter, mesmo que isso implique sofrimento.E sendo escasso devemos evitar desperdiçar o nosso amor, não o podemos entregar a qualquer pessoa, pois todo o amor que damos não volta mais.

4 Amor é físico
O mito de que o amor é físico, é algo que tem de ser vivido pelos corpos, que é expressado pelos gestos,pelos olhares e que por isso está limitado por esses corpos.Porque se não temos provas físicas desse amor, então é porque não é verdadeiro. E que devemos proteger-nos para que não venham "outros" corpos e nos tirem esse amor.


Estes são alguns mitos que existem sobre o amor e que afastam as pessoas daquilo que é a sua essência de puro amor, enquanto acreditamos nestes mitos e noutros sobre o amor, permitimos que essas ilusões nos impeçam de vivenciar todo o amor que existe em nós, que é quem nós somos. Quando levantamos os véus da ilusão percebemos que somos perfeitos assim como somos, que todo o amor que julgávamos que nos faltava, já existe em nós e que a melhor forma de o conhecermos é através da partilha.Que quanto mais partilhamos,  mais temos para partilhar, porque somos plenos podemos experienciar o amor junto de outras pessoas de uma forma incondicional, sem exigirmos nada em troca, desfrutando da companhia da outra pessoa pelo que ela é e não pelo que ela nos pode dar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...