quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Esforçaste muito para ser infeliz.

Existe um lugar em ti de puro amor, é ai que reside a tua essência e esse lugar é ilimitado e intemporal, pois assim és tu.

 Sabes que te dá muito mais trabalho seres infeliz e sentir falta de amor do que o contrário, é a tua ação que te pode fazer crer como infeliz, como sentindo falta de amor, são as tuas crenças, os teus pensamentos que te aprisionam e te limitam o experienciar da tua verdadeira realidade.

Tu já és feliz, já és amor, logo nada disto te falta, pelo contrário, tens tanto que precisas de o partilhar para que ele cresça ainda mais, pois o teu amor atrai mais amor e quanto mais o partilhas, mais tens para partilhar e mais provas do amor que és a vida te concede.

Sendo essa a tua natureza, o amor, então se não o sentes na tua realidade, foi porque criaste uma ilusão contrária, e essa ilusão exige mais esforço teu para que se torne real para ti.Pois apenas a tua ação pode criar a escassez, ela é apenas uma ideia que surge na tua mente e que alimentas com a tua emoção e a tua atenção, e como a crias  acreditas nela e procuras as provas da tua criação na tua realidade e irás encontrar  aquilo que procuras reforçando a tua crença.

Como vês isto exige muito esforço da tua parte, ainda que seja na sua maioria inconsciente para ti.

A boa notícia é que podes escolher simplificar, podes escolher deixar de criar as limitações e condicionantes que iludem a tua essência amorosa de ser vivenciada em pleno por ti. Basta que confies na tua essência, no teu Ser e permitas que este te guie.

Liberta-te da necessidade de controlar a tua vida, que mais uma vez exige demasiado esforço da tua parte, tentando que elas seja como julgas que é ideal para ti e aceita a vida como ela é de verdade, fica num estado de recetividade, de aceitação estando focada no momento presente desfrutando de tudo aquilo que é teu por natureza.

A inteligência criadora do universo, ou Deus se preferires, ou outro nome que te seja mais confortável, criou tudo o que existe na perfeição e achas que deixaria que estivesses abandonada no mundo à tua sorte, sem possibilidade de salvação, condenada ao sofrimento.

Repara que a vida tal como a conhecemos só existe na Terra porque tudo foi criado ao milímetro para que assim fosse, bastava que o planeta tivesse uma inclinação diferente, ou que estivesse mais próximo ou afastado do sol para que a vida como a conhecemos fosse impossível.

E criando isto tudo dessa forma deixaria que estivesses ao abandono sem recursos para superar qualquer dificuldade, isto é possível apenas como uma ilusão que foi criada na tua mente e como a criaste acreditas nela e a vives como real para ti.

 Mas aconteça o que acontecer a tua essência é perfeita e ilimitada, a única parte tua que pode de facto sofrer é a tua mente separada que se projeta num corpo e numa identidade que tem um nome, pelo qual és conhecida,  e essa parte sim pode sentir-se abandonada, pode se magoar fisicamente, mas isso só acontece enquanto quiseres controlar aquilo que identificas plenamente com aquilo que és, se escolheres simplificar, se escolheres abdicar do controle da tua vida e confiares na orientação do teu Ser, verás como tudo muda na tua realidade.

Isto não significa abandonares-te à inação, fechares-te em casa esperando que cheguem as instruções sobre como proceder, não, o que isto significa é que escolhes aceitar a vida como ela é, escolhes agir focada no momento presente, de mente aberta e atenta aos sinais, ouvindo o coração e a intuição.

Existe um lugar em ti de puro amor deixa que ele se revele.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...